quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

... Desemprego...

Sei que é um tema complicado e onde existem opiniões bastante diferentes, mas ultimamente tenho-me apercebido que existe muito desemprego também muito devido às mentalidades das pessoas e à falta de vontade de trabalhar...

Sei que em determinadas faixas etárias é realmente mais complicado, e quando por exemplo se fez sempre a mesma coisa a vida inteira, é complicado aos 60 anos ir fazer-se algo totalmente diferente, agora as pessoas mais jovens que vivem no meio das grandes cidades e arredores, porque não arranjam emprego?

Na vossa opinião mais vale não receber nada ou receber 500euros?? (exemplo)
E outra coisa que penso é que quer-se logo chegar e ter todas as regalias juntamente com uns grandes ordenados... Claro que não falo na maioria, mas o que é certo é que ultimamente muitas empresas têm imensa dificuldade em recrutar, embora existam mil e um curriculos por todo o lado, muitas pessoas não "estão para isto", outras, " ah e tal, não é bem o que gostava de fazer", será que quem precisa responde isto numa entrevista??

                                                                         Será?

3 comentários:

AB disse...

Isso é bem verdade sim amiga. Há muita gentinha por aí que não está para se sujeitar a qualquer coisa. Inclusivo aqueles que têm um canudo por achar que se formaram para fazer um trabalho diferente e com renumerações maiores que as que lhes são propostas.
Claro que também há gente que se "esfola" mas nem todos são assim.
Quanto á companhia canina, estás enganada. Já tenho um que me dá um trabalhão dentro de casa e uns 6 ou 7 num canilo que eu vou recolhendo porque tenho penna de estarem abandonados. È uma despeza e tanto.
Beijinho e bom espirito natalicio.

Iúri Zúluri Revel Regueiro disse...

hoje em dia so nao trabalha quem nao quer..eu vejo aqui em londres..o portugues é a coisa mais fina que ha..preferem viver do estado do que limpar escritorios.... a vida é assimm

Mother_24 disse...

Ya, não querendo generalizar mas a maioria quer empregos, não trabalhos!

jocas